Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Dezembro 24 2010

 

veja o video em

 

http://www.youtube.com/watch?v=RPNMDzdeDBQ

 

Maria Ivone Vairinho

publicado por appoetas às 18:20

Dezembro 24 2010

 

 

NOITE ESPECIAL

 


Ecoam no silêncio das manhãs
passos incertos
tirando o brilho à luz das madrugadas

 

- São seres por caminhos pouco abertos
ou largos, mas de nadas

 

Tremulam pelos bancos ao relento
num roto cobertor
que deixa passar esp'ranças ocas... vãs...


Apenas as canções na voz do vento
da chuva e do frio, fero, cinzento
embalam as manhãs
nuas de amor

 

Esta noite, têm momentos de sossego
- um tecto e ceia
Que a Noite de Natal traz mais apego
e a lembrança dá-se
como se a quem se lembra se injectasse
amor na veia

 

Mas amanhã vai-se o Natal.
Depressa...
Cessa a quadra de encanto e de magia

 

E ecoarão os passos incertos pelas ruas
onde tudo recomeça

 

Como se proviessem de almas nuas...

 

Noite após noite...
Dia após dia...

 


Joaquim Sustelo

24.12.2010

 

publicado por tardesdeoutono às 14:38
editado por appoetas às 18:25

Dezembro 23 2010

palavras soltas, desonestas, manchadas

palavras risonhas, modestas, magoadas

palavras de amor, ódio e esperança

palavras de horror, sentimento e abundância

palavras curtas, desordeiras, mentirosas

palavras doces, aromáticas e mal cheirosas

palavras simples, insanas e cruéis

palavras gastas, ocas ou infiéis

palavras mortas, grosseiras, criadas

palavras de silêncio, rameiras ou desenfreadas

palavras de apreço, encanto e gratidão

palavras que sofrem no mais duro coração

 

palavras, palavras, palavras

de mãos dadas pela força da união

 

a todos um Feliz Natal

publicado por Vanda Paz às 17:32
editado por appoetas em 24/12/2010 às 18:26

Dezembro 23 2010

SONETILHO DE NATAL

 

 

Nesta quadra que esvoaça
Em que Amor ganha um alento,
Em que o perfume do tempo
As almas mais entrelaça,

 


Sinto teus passos no vento
E do teu sorriso, a graça...
Há um gesto teu que abraça
Num constante movimento

 


Vai-se o Natal, ele é breve
Os corações ganham neve
E no teu já me concentro

 


Nele existe sempre amor
E é por esse fulgor
Que tu me ficas cá dentro.

 

 

Joaquim Sustelo

 

publicado por tardesdeoutono às 11:46
editado por appoetas em 24/12/2010 às 18:26

Dezembro 19 2010

 

Veneno, maldade, guerra,

Consumismo, lutas, vaidade.

As doenças que há na terra,

Minam a humanidade,

Geram a paz doentia,

A ira, a monotonia.

 

O sacrifício, a miséria,

O altruísmo, a incerteza.

A prostituta, a mulher séria,

O enfeite da burguesa.

Que despreza tudo e todos,

Seus caminhos são rios, lodos.

 

Vivamos com amizade,

Sem pisar o semelhante,

Na maior simplicidade,

Tudo é mais gratificante.

Cultivemos o bem em vez do mal,

E todos os dias serão Natal.

publicado por carlos cardoso luis às 15:10
editado por appoetas às 17:18

Dezembro 18 2010

Olá distintos amigos de todo o mundo

 

NATAL DAS CRIANÇAS
É mais um poema de Natal declamado dedicado às nossas crianças
em cuja inocência transparece  o verdadeiro sentido do Natal.
Veja  e escute o poema Natal das Crianças  aqui neste link:

 

http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Natal_da_Crianca/index.htm

 

Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca

 

Aceite o meu convite e venha tomar comigo um cálice de poesia.
Entre por aqui na minha sala de visitas e saboreie da que mais gostar...
www.ecosdapoesia.com

 

 

publicado por appoetas às 21:17

Dezembro 18 2010

Olá amigos especiais

 

SEMPRE NATAL
É simplesmente mais uma afirmação em jeito de poesia, salientando
que  NATAL pode ser todos os dias  quando o queiramos fazer.
Ouça e veja este tema em Poema da Semana ou aqui neste link:

 

http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Sempre_Natal/index.htm

 

Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca

 

Aceite o meu convite e venha tomar comigo um cálice de poesia.
Entre por aqui na minha sala de visitas e saboreie da que mais gostar...
www.ecosdapoesia.com

 

publicado por appoetas às 03:47

Dezembro 18 2010

 

 (Acróstico)
  
Vivem-se tempos difíceis
Operam-se transformações...
Tira-se ao pobre o que tem
O pouco que o pobre tem

Sacrificando-lhe os sonhos!

 

Deixem que chovam sorrisos
E cresçam cravos de esperança!
 
Façam calar os trovões
Enquanto o sol não desperta!
Lancem balões com poemas
Icem bandeiras com flores e
Zarpem rumo ao amor.
 
Não matem versos nem trovas
Antes que bocas os cantem!
Tragam nos olhos verdades
Antes que a noite as apague com
Làgrimas de falsidade.
 
Pensem na vida e na luz
Antes que a vossa se vá;
Rezem a Deus se souberem
Amem o mais que puderem!
 
Tenham nos pés a certeza
Onde e o que querem pisar...
Dedos que apontem mas saibam
O ponto certo a apontar
Sem recear os algozes que, à força, os possam cortar.
 
Vivam a vida! Deixem-se seduzir pelo espírito natalício e
Ousem sonhar antes que os sonhos vos roubem porque, como disse o poeta, o
Sonho comanda a vida, a vida é palco de luzes e Natal sempre que a gente quiser!
 
Albertino Galvão (Natal 2010)

publicado por appoetas às 03:35

Dezembro 17 2010

 

 (Restaurante VaVa, almoço de Natal de 2009

 Carlos Cardoso Luís, Maria Ivone Vairinho, José Geraldo)

  

Veneno, maldade, guerra,

Consumismo, lutas, vaidade.

As doenças que há na terra,

Minam a humanidade,

Geram a paz doentia,

A ira, a monotonia.

 

O sacrifício, a miséria,

O altruísmo, a incerteza.

A prostituta, a mulher séria,

O enfeite da burguesa.

Que despreza tudo e todos,

Seus caminhos são rios, lodos.

 

Vivamos com amizade,

Sem pisar o semelhante,

Na maior simplicidade,

Tudo é mais gratificante.

Cultivemos o bem em vez do mal,

E todos os dias serão Natal.

 

Carlos Cardoso Luís

publicado por carlos cardoso luis às 10:13
editado por appoetas em 18/12/2010 às 04:16

Dezembro 16 2010

  

 

 

Dá-me a tua mão...

serás consolação

nas minhas fragilidades.

 

Comunga comigo

o zunido das vespas,

ajuda-me a despir

as banalidades.

 

Serás minha tábua

na transformação,

afluirá em mim a essência,

a transparência...

como azeite

no cimo da água.

 

E será Natal!

 

As correntes,

as antigas vestes

manchadas do mal,

serão lançadas nas celhas.

 

Vestirei o manto

branco das neves

debroado a verde pinho,

e ambos sorveremos

o mel das abelhas.

 

Contigo de mãos dadas...

seguindo as estrelas,

cantaremos um hino

junto ao presépio

do despido menino!

 

 

 

Oeiras, 2010-12-15

VIRGÍNIA BRANCO

publicado por virginiabranco às 00:06
editado por appoetas em 18/12/2010 às 04:21

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO